Significado do Símbolo do Infinito

Imagem ilustrativa do Símbolo do Infinito
Imagem Símbolo do Infinito

A palavra infinito é um adjetivo que indica algo sem fim, eterno ou incontável. Também representa a ausência de limites. A história exata do símbolo do infinito(símbolo: ∞) ainda é algo indefinido e cheio de contradições. Seu conceito foi muito discutido pelos filósofos desde a antiga Grécia, e desenhos e imagens que o representam são encontrados em várias culturas, assumindo formas bem diferentes do atual “oito deitado” que conhecemos. Entretanto, o significado está sempre relacionado a algo abstrato e imensurável.

História do Símbolo do Infinito

Matemático John Wallis
John Wallis

A primeira aparição do símbolo na sua forma mais comum, de um “oito deitado”, foi documentada em um desenho envolto na haste da cruz de São Bonifácio, um bispo Inglês responsável por missões na região que hoje se encontra a Alemanha. Após a sua morte, vários milagres foram atribuídos a ele, e o seu túmulo passou a ser local de peregrinação.

Na antiga arte Persa, várias ilustrações e escrituras identificam o infinito, porém com formas e aplicações diferentes. Somente em 1655 seu uso e aplicação foram atribuídos a alguém. John Wallis foi um matemático inglês que em um de seus tratados (De Sectionibus Conics) utilizou o símbolo como representação do numeral romano CIƆ (1000), além de usá-lo como uma variação do Ômega, a última letra do alfabeto grego.

Leonhard Euler foi um grande matemático e físico do século XVIII e responsável por utilizar uma variante para representar o “absolutus infinitus”. Essa variação era semelhante ao desenho usado por Wallis, porém aberto e com extremidades.

Em seus manuscritos, Euler fazia uso frequente desse signo, porém com o tempo ele caiu em desuso. Euler adotou um ponto de vista formal, graças a isso o símbolo passou a ser adotado permanentemente nos estudos matemáticos, representando grandezas e sequências imensuráveis.

Matemática

Atualmente a forma mais usada na matemática é como potencial infinito , a ideia de que números ou outros tipos matemáticos têm a capacidade de formar uma sequência interminável de resultados.

Por exemplo, nessa equação matemática, o sinal é convencionalmente interpretado como uma variável que cresce arbitrariamente (para o infinito), não possuindo um valor.

Equação Matemática de Potencial Infinito

Esoterismo

Dragão Ouroboros
Dragão Ouroboros

Para o misticismo, o símbolo do ininito é conhecido pelo nome de lemniscata. Aqui o símbolo assume o formato de uma cobra que se devora. Historiadores indicam que a origem desse símbolo é de 1600 a.C., no Egito Antigo. Posteriormente, seria denominada Ouroboros na Grécia, cujo nome significa “aquele de devora sua própria cauda”. O Ouroboros é representado pelo desenho de uma serpente ou dragão devorando a própria cauda.

A Ouroboros simboliza a reflexividade ou repetição, no sentido de algo que está sempre se recriando. Desde a sua primeira aparição no Egito Antigo, tem sido um importante ícone na religião e mitologia, além de ser muito usado na alquimia como o ciclo da natureza.

O formato do Ouroboros circular foi adotado pelo gnoticismo, cujo simbolismo permanece o mesmo: o dragão ou cobra se devora, significando um ciclo eterno de renovação sem princípio ou fim.

Cartas de tarô Mago e Força

Na mitologia grega o signo está presente no cetro de Hermes, deus grego filho de Zeus e mensageiro do Olímpo, representando a relação entre humanos e deuses, que apesar das oscilações é algo eterno.

No Tarô está relacionado a mágica e indica o equilíbrio ou balanço entre várias forças, aparece em duas cartas. O Mago que o sustenta na cabeça trazendo as inúmeras possibilidades e o início de algo novo, e a Força, uma mulher forçando a boca do leão representando ritmo, espiritualidade, respiração, circulação, além do equilíbrio entre planos espiritual e físico.

Cristianismo

Jesus Cristo e o Amor Eterno
Jesus Cristo

Diversas culturas fazem uso do infinito para representar a junção do físico com o espiritual e a relação entre morte e nascimento, assim como a evolução da alma. O ponto central no qual as duas linhas se cruzam pode significar uma ligação entre dois mundos e a perfeição do equilíbrio entre corpos e espíritos.

Para o cristianismo, representa Jesus Cristo e o seu eterno amor pela humanidade. O símbolo está presente em diversas imagens cristãs retratadas no período da renascença. Também identifica a natureza eterna de Deus que existe independente de tempo ou espaço.

O verdadeiro criador do significado do símbolo do infinito ainda é um grande mistério, a diferença entre as datas e locais da sua aparição torna quase impossível estabelecer uma linha do tempo única. O que se pode concluir é que a ideia e imagem que conhecemos atualmente é fruto de uma grande mistura de formas e significados desenvolvidos nos diferentes momentos e culturas do mundo.

© 2014 Símbolo do Infinito